domingo, 9 de setembro de 2012

Buenos Aires sobre Duas Rodas



Esteve em Buenos Aires e não pedalou? Talvez tenha perdido a grande chance de observar essa cidade com outro olhar e ter novas percepções...
Fazer percursos de bike por Buenos Aires é uma das alternativas mais interessantes para quem gosta de contemplar e conhecer o ambiente de uma cidade: arquitetura, pessoas, estilos e histórias de vidas e, claro, os ambientes naturais de forma mais próxima e inusitada que dispõem esses lugares. As chances de flagras são enormemente potencializadas quando se trata de percursos de bike ante ao motorizado. Aqui vão dicas para conhecer a cidade de Buenos Aires utilizando um meio de transporte menos poluente e mais sustentável: a magrela!
Mapa da rede cicloviária de Buenos Aires, Argentina.
Você pode fazer esses percursos de forma autônoma e independente ou através de grupos que contratam um roteiro e alugam bikes, com ou sem guia, opção é o que não falta por aqui. Buenos Aires conta com uma rede de ciclovias de aproximadamente 100 km que cortam a cidade de Norte a Sul e de leste a Oeste e os passeios são bem distintos, dependendo o rumo que você tomar. Um dos pontos de encontro para percursos guiados de bike é na Praça San Martin em frente ao monumento de mesmo nome. Não estranhe se você se deparar o tempo todo com monumentos, praças, ruas, avenidas, edifícios, e o que mais couber como homenagem a alguém, que levem o nome de San Martín. José de San Martín foi um general que muito lutou e contribuiu para a independência da Argentina da possessão do governo espanhol. Por isso, toda cidade que passar na Argentina terá alguma homenagem ao reconhecido libertador San Martín.
Encontro dos Ciclistas na Praça San Martin
Uma característica muito relevante da cidade é que as ruas em sua grande maioria são planas sendo desnecessárias as marchas nas bicicletas.
Percurso no Bairro Palermo
De bike para a região Sul da cidade, um pouco da história, cultura, arte e muitas cores por Caminito, o tradicional bairro La Boca, San Telmo, Casa Rosada e Plaza de Mayo, além de Puerto Madero e a Reserva Ecológica Costanera Sur que abriga uma diversidade incrível de aves, muitas das quais encontradas no Pantanal brasileiro. 


Puerto Madero
Em Caminito uma parada para observar duplas de Tango (“parejas de Tango”) e se estiver disposto pode até mesmo dançar com os bailarinos de Caminito. A cidade respira Tango e podemos escutar o ritmo em todos os lugares, até mesmo onde ele por um lapso não esteja, pois ele nos acompanha em todos os cantos da cidade.
Percurso por Caminito, Bairro La Boca
Para o Norte você pode contemplar várias áreas verdes como: Jardim Botânico, Jardim Japonês, entre outras da região de Palermo e Recoleta. Ainda em Recoleta, locais interessantes para visitação são o Cemitério onde estão os restos mortais de Evita Peron e outras personalidades da história argentina, a Plaza Francia e o Museu Nacional de Belas Artes, todos com acesso gratuito. Há muitas praças pela cidade que podem servir de ponto de descanso a quem não tem costume pedalar. Aliás, as praças são muito utilizadas pelas pessoas para encontros, piqueniques, leituras e mesmo para o almoço com os amigos ou com a família.
Como diria Albert Einstein: Viver é como andar de bicicleta, é preciso estar sempre em movimento para não perder o equilíbrio...


Reserva Ecológica Costanera Sur, próximo a Puerto Madero
Floralis Generica - Área Norte de Buenos Aires, Bairro Recoleta

Ponto de Encontro - Praça San Martin

Encontro de percursos entre Norte e Sul de Buenos Aires

Caminito

Caminito

Monumento à Guerra das Malvinas de 1982 que este ano completa 30 anos

Pedale essa ideia por onde você for...


2 comentários:

  1. Estou me mudando para Buenos Aires e gostaria de receber oportunidades de turismo de aventura, ecoturismo e outros mais... meu email.. joelcladedi@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Estou me mudando para Buenos Aires e gostaria de receber oportunidades de turismo de aventura, ecoturismo e outros mais... meu email.. joelcladedi@gmail.com

    ResponderExcluir