sexta-feira, 28 de março de 2014

Novo Destino para Birdwatching no Silvestre Park Hotel, Rio Verde-GO



Todos concordam que para Observar Aves ou Passarinhar no Brasil e no Cerrado, basta sair, ou melhor, querer. Muitas vezes nem é preciso viajar longas distâncias, basta aumentar a percepção dos olhos e ouvidos para desfrutar da companhia das aves no próprio quintal. No entanto, dependendo do


grau de urbanidade e interferência humana haverá poucas ou muitas aves por perto. Por isso, locais que se dispõem a oferecer o birdwatching (observação de aves) como destino ou roteiro turístico devem manter áreas e refúgios naturais que, assim sendo, naturalmente abrigarão alta biodiversidade ao alcance do observador. 
 
Chegando ao Silvestre Park se nota que, de longe, não se trata de um lugar comum. Ao mesmo tempo em que se procura satisfazer o visitante com perfil tipicamente urbano em busca de lazer, há espaços próprios para quem almeja interagir plenamente com a natureza e enriquecer-se dela.
Possui remanescentes vegetacionais importantes, representativos tanto de formações tipicamente de Cerrado, quanto fisionomias florestais presentes no bioma. Em virtude de sua localização geográfica abranger córregos e nascentes, grande parte da vegetação está associada à água (matas de galeria, paludosas e veredas de buritis), o que favorece presença expressiva de hábitats florestais. Nesse contexto de alta disponibilidade hídrica e matas, as aves também são de riqueza pulsante, principalmente aquelas dependentes desses ambientes.
Outra característica importante que potencializa o Silvestre Park como um destino para a prática da Observação de Aves é a presença de espécies vegetais frutíferas nas áreas de convivência. Além de favorecer a permanência constante de várias espécies, permite que não apenas o observador experiente desfrute da diversidade de aves, mas pode, principalmente, despertar atenção e interesse de pessoas que venham a se identificar com essa prática e se sensibilizem pela conservação ambiental. Pode transformar posturas, agregar valor ao local e servir de bom exemplo para outros empreendimentos. Isto também se aplica a trabalhos com escolas, no se que se refere à educação ambiental e vivências na natureza.

A observação de aves ainda é pouco fomentada e desenvolvida no estado de Goiás, o que pode tornar o Silvestre Park como destaque na vanguarda desse processo.

Em menos de uma semana foram avistadas e/ou ouvidas 140 espécies de aves, mais de 50% da riqueza registrada para o município (e.g., www.wikiaves.com.br). Atualmente são reconhecidas mais de 1900 espécies no território brasileiro e, no Cerrado, os números superam 850 espécies, várias das quais de ocorrência exclusiva nesse bioma.

Circuito de Birdwatching Parque Nacional das Emas – Silvestre Park Hotel - Rio Verde de Goiás
Atualmente, o local mais próximo a Rio Verde oferecido nacional e internacionalmente como destino para observação de aves é o Parque Nacional das Emas, distante cerca de 250km. Com a implantação do turismo de birdwatching no Silvestre Park, além de reduzir a distância ao destino de observação Parque Nacional das Emas, para os que partem de Goiânia e Brasília,
  por exemplo, amplia-se e potencializa o número de registros das espécies (check list), uma vez que a avifauna do Parque das Emas caracteriza-se principalmente por aves que frequentam áreas abertas. Em contrapartida, as aves ocorrentes no Silvestre Park referem-se, em grande parte, àquelas associadas a ambientes florestais e à água, ou seja, há integração perfeita de roteiros.



Rio Verde também integra o Circuito Pegadas do Cerrado e Região Agroecológica de Goiás, os quais podem fomentar e desenvolver o turismo de birdwatching, promovendo integração e diversificação do segmento turístico da região. 

Para a Observação de Aves no Silvestre Park foram planejadas três trilhas interpretativas com mirantes e torres de observação: Trilha do Chora-chuva, Trilha do Soldadinho e Trilha do Udu-de-coroa-azul, todas com alta riqueza de espécies. A Trilha do Udu-de-coroa-azul foi planejada com enfoque ao público infantil, é mais curta e com placas específicas a esse público, no entanto, adultos de todas as idades também poderão vivenciá-la e curtir.

Suspeito que passarinhar é cativante e toca a alma! Então, sair, ver, ouvir e passarinhar, é só começar!

Um comentário:

  1. Que lugar legal!!! Quero ir na inauguração ...Super lindo ver vocês duas fomentando a observação de aves por esse BRAZIL.. "com olhos de ver bicho"...

    ResponderExcluir