segunda-feira, 20 de abril de 2015

Projeto O Parque Protege e Educa: Disseminando o Tratado de educação ambiental e fortalecendo Redes de Educadores Ambientais na Terra do Fogo, Patagônia Austral

Atividade de Educação Ambiental no Parque Nacional Terra do Fogo, Argentina


Somos seres sistêmicos e interdependentes, somos todos elos de uma mesma trama, nós de uma mesma rede que se fortalece a partir de conexões, trocas, sentimentos de unidade, compromisso e solidariedade. Somos um! Dentro deste propósito ocorreu o projeto “O Parque Protege e Educa” realizado pela Associação de Profissionais de Turismo e Parque Nacional Terra do Fogo, TDF, Patagônia Austral com apoio da Administração de Parques Nacionais da Argentina-APN, parceria de In.Fue.tur e Escola Argentina (EAN) de Naturalistas. Nesta proposta, o Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo teve como responsabilidade a ministração das oficinas de Educação Ambiental para profissionais do Parque Nacional Tierra Del Fuego - PNTDF (Guardaparques, administrativo, biólogos, brigadistas), guias de turismo que atuam no Parque, professores de escolas e universidades, representantes de ONGs, empresários, atores de diversos setores e entidades que atuam direta ou indiretamente com o Parque Nacional Terra do Fogo.
Parte Teórica na Universidade Tierra del Fuego
Com encontros presenciais entre 2014 e 2015, os participantes tiveram dias intensos em uma programação de vivências ambientais que buscaram fortalecer as relações humanas e o convívio harmônico com a natureza. A dinâmica empregada no curso buscou aliar, coerentemente, teoria e prática, a primeira para maior embasamento e troca de saberes e, a prática, para vivenciar e sentir. Muitas das ações e atitudes empreendidas no cotidiano são deveras conscientes, de tal modo que sabemos, na maioria delas, discernir o que gera e restitui em benefícios e o que desagrega e subtrai. Daí a importância do sentir, libertar os sentidos para se permitir conhecer e interagir plenamente com o meio reconhecendo-se parte (e não à parte) dele. Na trama da vida a complexidade das interações se vale da contribuição - por menor que
Vivências em atividades de Educação Ambiental no PNTDF
seja - aportada de cada ente que carrega em si diversidade, cultural e biológica, que, por sua vez, tem o poder de atribuir força e equilíbrio a essa rede. Isto implica que independentemente de formação, origem cultural, faixa etária e atuação profissional todos podemos contribuir para a transformação social, uma vez que as alterações no ambiente são o reflexo puro e incontestável da nossa atuação. O sentir, e principalmente, sentir-se parte, perceber que o outro, a biosfera, enfim, é uma extensão do meu ser pode ser o caminho para melhorar as relações humanas e com o ambiente que nos cerca e do qual somos totalmente dependentes. 


Vale destacar que uma das vias estratégias de abordagem de conteúdos foi o estímulo constante ao pensamento crítico e holístico que favorece a busca, em conjunto, de soluções  para problemas cada vez mais essenciais, locais (com reflexo global e vice-versa), coletivos e naturalmente complexos/multidimensionais. De modo a motivar tais percepções, foram explorados os temas: Educação Ambiental no contexto histórico e global, Educação para Sustentabilidade, Pensamento complexo e sistêmico em favor sustentabilidade, Consumo consciente, Interpretação e Sensibilização ambiental, Redes de Educação Ambiental, Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, Educação Ambiental em Áreas Protegidas, entre tantos outros que fizeram dos dias de encontro momentos de sonho, conexões, realidade, prática, realizações, comprometimento, atitude e planejamento de ações presentes e futuras em prol à vida mais sustentável, cidadania e um parque rodeado de amigos. 

Prática de campo no Parque Nacional Tierra del Fuego
O Parque Nacional Terra do Fogo com seus 68 901 hectares de bosque andino-patagônico e outras fitofisionomais adjacentes é um espaço de socialização e inspiração para ações em Educação Ambiental basta ter um olhar diferenciado e sensível para perceber o incrível potencial para a prática educativa e transformadora que visem à conexão e reconexão do ser humano com a natureza. A área protegida é um tesouro que a comunidade de Terra do Fogo tem em comum e que cumpre seu papel integrador da diversidade social local e regional.
Prática de campo no Parque Nacional Tierra del Fuego

Entre as atividades ao ar livre no Parque foram vivenciadas práticas de fotografia de natureza, guia e guiado, presente em olhar fotográfico, contação de histórias, jogos e atividades lúdicas, trilha de lupa, observação de aves e de insetos, experimentando ser árvore e águila-mora, produção de jogos educativos e dinâmicas de Joseph Cornell. Para o encerramento, a tradicional Feira de Trocas e dança circular como reflexo dos ciclos naturais produzidos no ambiente.



Entre os resultados construídos - melhor que obtidos -, vale destacar:
Tramando a Rede de Educação Ambiental de Tierra del Fuego
- A criação da Rede de Educação Ambiental de Terra do Fogo – REA TDF, Argentina
- A continuidade da construção coletiva do Plano de Educação Ambiental do Parque Nacional Terra do Fogo;
- A Multiplicação das Oficinas entre os profissionais de turismo de Ushuaia;
- O planejamento de um livro compêndio sobre as "Experiências exitosas e inspiradoras em Educação Ambiental da região do Parque Nacional Terra do Fogo e entorno";
- Ampliação do círculo de amigos (novos e antigos) que passam a somar esforços para a construção de um mundo mais sustentável para atuais e futuras gerações e com compromisso de maior proteção efetiva e amizade com o Parque Terra do Fogo.

Percepção coletiva? Quão agradável é a sensação de não estarmos sozinhos: a travessia se torna mais suave, leve, aprazível e a convicção de trilharmos o caminho certo não é só utopia de um, mas compartilhada, daí a certeza de alcançá-la. Objetivo comum, disposição, cooperação e organização de grupo são pontos-chave para manter viva essa rede e assegurar conquistas. Gratidão a todos os amigos queridos da Terra do Fogo pela generosa acolhida e pela oportunidade de compartilharmos sonhos, propósitos, sorrisos, ações e uma fração da nossa história com vocês. Nos vemos!

Depoimento de alguns participantes:

 
"Momentos como estes de encontro e troca de experiências entre educadores servem como bálsamo, além de oxigenar as energias e reafirmarem que estamos no caminho certo". 
(Silvia María Gigli)





"Pude participar de un curso muy nutrido y con un alto compromiso ambiental, agradecemos su participación y compromiso, nos gustó ser parte de las personas que quieren conservar a este (medio) ambiente que nos queda y si es posible mejorarlo. Un gusto contar con ustedes". 
 (Gabriel Barreto)



"Hermoso el Taller de Educación Ambiental “El Parque Protege y Educa”… fueron momentos de compartir ideas, visiones, conocimientos y emociones… de pensar, de aprender, de jugar y de sabernos en un mismo camino. Gracias!"
(María Regina Silva)






"Llegué al taller sin clara idea de qué abordaría... y de la mano de Simone y Maristela viví una epifanía: hace falta ACTUAR (agir) y TODA acción vale y pone en movimiento".
(María Isabel Ledesma)





 
"Con una mano en el corazón y la otra en la tierra se contempla el latido continuo de una misma vida.  La vida, que le llamamos  naturaleza, por ello  la educación sera  el nexo perfecto para ser parte de esta vida. Gracias Maristela  y Simone por ayudarnos a ello". (Lilian Villagra)
































Los guanacos y condores. Dibujo de Alejandra Barreto