domingo, 2 de agosto de 2015

Cicloturismo - Pedal Socioambiental

Registro do Pedal Socioambiental Janelas do Pantanal





O que é o Pedal Socioambiental?

O Pedal Socioambiental é uma atividade de cicloturismo promovido pelo Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo (IMPAE) que permite, ao mesmo tempo, vivência com a natureza e interação com a comunidade local. No entanto, deixa de ser apenas uma atividade turística, mas busca desenvolver o ecoturismo genuíno que permite ao visitante desfrutar das belezas naturais e culturais locais com responsabilidade, principalmente valorizando e respeitando as comunidades receptoras com vistas à incorporação de novos olhares, posturas e aprendizado com as pessoas e os elementos da natureza ali presentes. O pedal leva várias intervenções socioambientais junto à comunidade com o propósito fundamental de sempre buscar promover ações de reciprocidade benéfica, algumas das quais valem ser destacadas, como: oficinas de vivência na natureza, plantio de mudas de espécies vegetais nativas, oficina de fotografia, observação da vida silvestre local, roda de músicas, de capoeira, entre outras atividades que fomentam a (re)conexão do ser humano com a natureza, a interação e integração entre si.

Quando surgiu a ideia do Pedal socioambiental?

Pedal Socioambiental na Bolívia
Surgiu em 2012 quando integrantes do Instituto Mamede de Pesquisa Ambiental e Ecoturismo contribuíram na organização e participação no projeto/movimento Bicicletada Nacional para a Rio +20/Cúpula dos Povos que teve como uma das ações viajar de bicicleta até o Rio de Janeiro para participação na Conferência Mundial de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Integrantes do Instituto Mamede percorreram mais de 400 quilômetros entre Conselheiro Lafaiete/MG e Rio de Janeiro/RJ fazendo intervenções nas comunidades das cidades do interior de MG e RJ, levando, além de oficinas diversas e palestras sobre sustentabilidade e mobilidade urbana, o Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, um dos documentos norteadores mais importantes para projetos e ações em Educação Ambiental. Era a Rio+20 local para as comunidades que jamais tinham ouvido falar em Conferência sobre meio ambiente e não teriam oportunidade de participar do evento ocorrido na cidade do Rio de Janeiro, 20 anos depois da primeira ocorrida também no Brasil. Desde 2012 o IMPAE vem promovendo pedais socioambientais pelo Brasil, em especial na região do Cerrado e Pantanal, sendo que um deles transpôs a fronteira do Pantanal brasileiro até chegar a Bolivia, região de Roboré e Santiago de Chiquitos (departamento de Santa Cruz), onde se instalaram as missões jesuíticas no XVII.

Como foi o Pedal Socioambiental Janelas do Pantanal?

 O Pedal Socioambiental Janelas do Pantanal foi realizado pelo Instituto Mamede e Instituto Quinta do Sol no último final de semana de julho (24 e 26/07/2015) com um percurso de mais de 40km. O lugar escolhido é de beleza deslumbrante e de incrível magia, a Serra de Maracaju: morraria que se interpõe entre o planalto e a planície pantaneira e divide, portanto as águas que drenam para bacia do Paraná de um lado e para a bacia do Alto Paraguai, de outro. A cada trecho do percurso, um novo desafio e janelas naturais, vez por outra, se abriam para o Pantanal, permitindo lançar os olhos sobre a “imensidão pantaneira” e desfrutá-la em paradas estratégicas no platô. Sintonia era o pedido oculto!
 
Além do pedal, o grupo composto por 11 pessoas realizou plantio de mudas nativas juntamente com integrantes da comunidade local e Escola Estadual Fancisco Nogueira (alunos e prof. Giliarde). As mudas de espécies nativas foram plantadas em área de recuperação às margens do rio Taboco. 

Desfrutar as belezas naturais incumbe também a responsabilidade e comprometimento em cuidar do patrimônio visitado para que o mesmo se mantenha, com qualidade igual ou superior àquela visitada, em ação pela natureza, para ela, também para as atuais e futuras gerações humanas.
 
O Pedal Socioambiental Janelas do Pantanal foi realizado pelo Instituto Mamede de Pesquisa ambiental e Ecoturismo, Instituto Quinta do Sol com apoio da Associação Amigos do Esporte de Taboco, Corguinho-MS. O próximo pedal com esses mesmos parceiros ocorrerá na Transpantaneira nos próximos meses. Fiquem ligados e não deixem de participar. Contato para contrato do pacote de cicloturismo: institutomamede@gmail.com