quarta-feira, 6 de abril de 2016

Projeto Gavião-de-penacho e a ciência cidadã

Serra de Maracaju, distrito de Piraputanga, Aquidauana, MS. Foto: Nilson Young

Neste feriado de páscoa o projeto Gavião-de-penacho (Spizaetus ornatus) do Instituto Mamede esteve com a equipe do Sopa de Pedra Turismo e Aventura num bate papo sobre conservação da espécie na região da Serra de Maracaju. A conversa com os visitantes da Serra é uma forma de envolver a comunidade e os turistas num processo de monitoramento e mapeamento participativo onde a comunidade e os visitantes contribuem informando localidades de avistamento da espécie que vem sendo monitorada pela equipe de pesquisadores do Instituto Mamede. A ideia é proteger o gavião-de-penacho tendo a comunidade como agente de proteção e conservação. Gratidão a todos que estiveram conosco conhecendo e trocando ideias sobre a importância de conservar o gavião-de-penacho e seu ambiente natural. O Projeto Gavião-de-penacho conta com o apoio do WWF Brasil.

Aves do Parque Várzeas do Rio Ivinhema


Desde março de 2015 o Instituto Mamede tem inventariado as aves da região do Parque Estadual das Varzeas do Rio Ivinhema juntamente com alguns colegas do COA. Nossa ideia é avaliar o potencial da região para o Turismo de Observação de Aves. Esse enorme potencial tem se revelado a cada campanha realizada. Toda essa força tarefa só é possível com o apoio da equipe incrível da GUC e do Parque Ivinhema sempre dispostos a contribuir nesta jornada. Agradecemos a todos os envolvidos, em especial ao Reginaldo Oliveira, Antônio, Jhoni, Chimarrão, Nice e Jaqueline, por todo apoio durante nossas atividades de campo.